Toda mudança climática requer cuidados com a nossa saúde. É preciso ter a mesma preocupação com os pets.

O outono tem início no dia 20 de março, se estendendo até o dia 21 de junho. Essa estação, que fica entre o verão e o inverno, é caracterizada por dias mais curtos, com temperaturas mais secas e frias, e é marcada principalmente pela queda das folhas das árvores sazonais.

Durante essa estação do ano, a procura por consultas veterinárias aumenta em 30%, sendo os casos mais comuns problemas respiratórios, oftálmicos e articulares.

Diante disso, trouxemos algumas informações e dicas de cuidados com os pets durante o outono.

Cuidado com a gripe

Como vimos, durante essa estação do ano, o clima fica mais frio e com baixa umidade, o que propicia maior propagação de doenças respiratórias provocadas por vírus ou bactérias.

As mais comuns são a Traqueobronquite Infecciosa Canina, mais conhecida como tosse dos canis, e a Rinotraqueíte Infecciosa, causada pelo vírus HFV-1, que acomete os gatos.

Os animais filhotes e idosos são os mais afetados devido à sua baixa imunidade, acompanhados também dos pets que possuem os focinhos mais curtos, os braquiocefálicos, como é o caso dos cães da raça Pug e dos gatos Persas. Os sintomas são semelhantes aos da gripe humana, como tosse, febre, coriza, espirros e falta de apetite.

Uma ação que pode auxiliar na regressão desses problemas no organismo do animal é o uso de inalação, orientada pelo médico-veterinário. Uma dica caseira que também pode auxiliar na melhor hidratação das vias aéreas dos pets é colocá-los dentro do banheiro quando alguém estiver tomando banho. Eles inalarão o vapor da água e ficarão menos estressados.

Evite os passeios durante o início da manhã e o final da tarde, que são os períodos mais frios nessa estação do ano.

Proteja o local onde ele dorme para que não pegue muita friagem. Uma boa opção é forrar sua caminha com jornal ou colocá-la em uma posição em que não pegue vento. Animais com a pelagem curta podem fazer o uso de roupinhas para ajudar a mantê-los aquecidos nos dias mais frios.

Cuidados com a alimentação e hidratação dos pets

Para manter os animais com a imunidade alta, é necessário cuidar da alimentação e da hidratação deles. É importante oferecer alimentação de qualidade, rica em nutrientes, que ajude a mantê-los saudáveis.

Como os dias ficam mais frios, os animais tendem a diminuir a ingestão de água. É importante manter sempre água limpa e fresca à disposição, e oferecer alimentos com maior umidade, como é o caso de sachês e patês completos e balanceados, para aumentar ainda mais a ingestão hídrica dos pets.

Vacinação em dia

Outro ponto extremamente importante é manter a vacinação dos cães e gatos em dia. Os pets precisam ser imunizados anualmente contra diversas afecções, das quais citamos algumas. Essa prática é imprescindível para os manter protegidos e para proteger os demais animais à sua volta.

Para orientações sobre a vacinação do seu pet, procure o médico-veterinário de sua confiança. Ele é o profissional capacitado para definir o melhor protocolo vacinal do seu pet.

Cuidados com os olhos

Outro problema que os pets podem vir a sofrer durante esse período do ano é o oftalmológico. Como o clima está mais seco, principalmente animais que possuem os olhos mais proeminentes, como é o caso dos baquiocefálicos, podem sofrer com o ressecamento e irritação da mucosa ocular. Orienta-se fazer sempre a limpeza dos olhos dos pets com água limpa ou solução fisiológica. É importante ficar atento a qualquer alteração para que o animal não venha a ter uma conjuntivite.

Dores articulares

Nos períodos mais frios, é comum algumas pessoas se queixarem de dores articulares, principalmente os mais idosos ou acometidos por problemas articulares, como as osteoartroses. Com os pets isso também ocorre. Os animais sêniores ou acometidos por problemas osteoarticulares podem sentir maior sensibilidade nessa época do ano, apresentando dores nas articulações e na coluna, desconforto ao toque, e sendo relutantes a atividades físicas.

Para prevenir problemas articulares, é importante fornecer uma alimentação rica em proteínas e com protetores articulares (condroitina, glicosamina, colágeno) durante toda a vida, para que os pets não venham a sofrer com essas afecções ao envelhecer. Caso perceba alguns desses sinais em seu pet, procure o médico-veterinário imediatamente. 

Cuidados com pulgas e carrapatos

Nessa estação do ano, como as folhas e pastagens estão mais secas, as parasitoses tendem a se proliferar, aumentando as infestações. Tenha cuidado com os locais que seu pet passeia e mantenha-o sempre imunizado contra os endo e ectoparasitas. Leia esse artigo para saber mais. 

Cuidados com intoxicações

O outono é a estação onde as folhas secam e caem, cobrindo o chão. Essas folhas podem chamar a atenção dos pets e até mesmo serem ingeridas por eles. Esse é um ponto de muita atenção. Tenha cuidado durante os passeios, ou até com o quintal de casa caso tenha alguma planta que esteja soltando folhas. As folhas secas e o pó também podem causar alergias em animais mais sensíveis.

Esse período é um dos mais belos do ano, com cores quentes e aconchegantes. Proteja-se e cuide do seu pet, para que possam desfrutar todas as estações do ano da melhor forma possível. Caso perceba qualquer alteração em seu pet, procure o médico-veterinário de sua confiança.